×
Portal da Transparência Acesso à Informação Assista Sessão ao Vivo Estrutura Organizacional Atas das Sessões Pauta próxima Sessão Fornecedores Regimento Interno Plano Diretor Ouvidoria

TRABALHOS REALIZADOS NA 15ª SESSÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE FARTURA

Durante a 15ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Fartura, na quarta-feira (2) sob o comando do presidente Isnar do Caminhão, os vereadores apresentaram indicações e requerimentos (confira aqui no Camara Fartura), como também dois projetos foram deliberados e um votado.
Por cinco votos contrários e quatro favoráveis, o Projeto de Resolução 05/2019 sobre as alterações do Art. 43; do Art. 54 e seu § 4º; e, Art. 71 e seu parágrafo único, todos do Regimento Interno da Câmara Municipal de Fartura, que transformaria as sessões ordinárias em semanais, foi rejeitado. O projeto foi apresentado pelos vereadores Fernando Pitukinha, Bruno Guazzelli, Anderson Lima e Edson Sarapiá e foi rejeitado pelos demais edis da Casa de Leis (Isnar do Caminhão, Decinho Martins, João Buranello, Carlos Rizzo e Doriveti Gabriel). Houve discussões acaloradas e trocas de acusações durante o uso da palavra.
Já o Projeto de Lei Legislativo que dispõe sobre a data de realização da Femus (Festival de Música Sertaneja) no município de Fartura e Projeto de Lei Legislativo sobre a isenção no pagamento de taxa de inscrição em concurso público realizado no âmbito do poder Executivo e Legislativo municipal, ambos apresentados pelo vereador Anderson Lima, receberam pedidos de vistas.
Na sessão também foram deliberados o Projeto de Lei 0054-2019 que dispõe sobre as diretrizes orçamentárias para o exercício financeiro de 2020 e Projeto de Lei 0055-2019 que estima a receita e fixa a despesa do município de Fartura para o exercício financeiro de 2020.