×
Portal da Transparência Acesso à Informação Assista Sessão ao Vivo Estrutura Organizacional Atas das Sessões Pauta próxima Sessão Fornecedores Regimento Interno Plano Diretor Ouvidoria

VEREADORES ACOMPANHAM RETORNO DO LAJOTAMENTO NO JARDIM DA SERRA

Paralisada desde setembro do ano passado, nesta semana foi retomada a obra do lajotamento do bairro Jardim da Serra em Fartura. O retorno iniciou na Rua das Aroeiras e o presidente da Câmara Isnar do Caminhão e os vereadores Doriveti Gabriel, João Buranello e Carlos Rizzo, como também o prefeito Tinho Bortotti e moradores, estiveram conferindo os trabalhos no local.

O presidente Isnar do Caminhão e vereadores sempre apoiaram essa importante obra que vai beneficiar uma grande parte da população que reside no bairro. “Sempre votamos a favor dos projetos referentes ao lajotamento”, destacou Isnar.

Tinho Bortotti havia informado que as obras retornariam no início de janeiro, porém a empresa que fornece pó de pedra, que é necessário para o assentamento das lajotas, não entregou o material na data prevista.

Já as lajotas que estão sendo usadas foram analisadas pela empresa LabTec – Laboratório Tecnológico de Materiais e estão de acordo com as especificações exigidas no contrato (acima dos 35 Mpa).

O prefeito frisou que o cronograma da obra vai sofrer alterações, pois há necessidade de antecipar o serviço na Rua dos Manacás devido à precariedade da via. O chefe do Executivo também pretende aumentar a frente de trabalho com mais funcionários para acelerar o lajotamento.

O calçamento está orçado em mais de R$ 2 milhões e iniciou em dezembro de 2017, mas devido a problemas de entrega e qualidade dos materiais, a obra ficou paralisada por alguns meses. A previsão era que o lajotamento fosse concluído no final de 2019, porém, devido à paralizações, deve se estender até o primeiro semestre de 2020.

São aproximadamente 33 mil m² de lajotamento que está sendo executado com recursos próprios do Executivo.

Vale lembrar que em comum acordo com os moradores, a Prefeitura de Fartura se comprometeu em executar a obra e os munícipes em pagar os materiais, porém o prefeito Tinho informou que não cobrará dos moradores.