.

Acessibilidade

Aumentar Fonte
.
Diminuir Fonte
.
Fonte Normal
.
Alto Contraste
.
Libras
.
Vlibras

O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Mapa do Site
.
Acesso à informação
.

Das 9h às 12h, e das 13h às 16h, de segunda à sexta-feira. E-mail: contato@camarafartura.sp.gov.br

Idioma

Português

English

Español

Francese

Deutsch

Italiano

Saúde - Sexta-feira, 24 de Maio de 2019

Buscar Notícia

Notícias por Categoria

TRABALHOS DESENVOLVIDOS NA 8ª SESSÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE FARTURA

TRABALHOS DESENVOLVIDOS NA 8ª SESSÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE FARTURA


TRABALHOS DESENVOLVIDOS NA 8ª SESSÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE FARTURA

Mesmo com a quantidade menor de votos, os dois vetos aos projetos de lei legislativos (PLL) 04/2019 e 11/2019 foram aprovados durante a sessão de câmara ocorrida na quarta-feira (22) em Fartura. O PLL 04/2019, apresentado por Bruno Guazzelli e Anderson Lima, solicitava a instituição do ensino de Língua Brasileira de Sinais – Libras na Rede Municipal de Ensino e o PLL 11/2019, apresentado por Doriveti Gabriel, concedia um dia de licença ao servidor público municipal para exames médicos de prevenção.Com o placar de três votos a favor e quatro votos contrários, as aprovações ocorreram pelo fato da necessidade de uma maioria absoluta (cinco votos) para derrubar os vetos. Os vereadores que votaram favoráveis aos vetos foram: Carlos Rizzo, João Buranello e Decinho Martins. Já os edis Fernando Pitukinha, Anderson Lima, Bruno Guazzelli e Edson Sarapiá votaram contra os vetos. Vale ressaltar que o vereador Doriveti Gabriel não participou da sessão por motivos de saúde e o presidente Isnar do Caminhão não precisou votar, pois só seria necessário o voto de minerva em caso de empate. O prefeito Tinho Bortotti alegou em sua justificativa que o PLL 04/2019 demandaria da contratação de profissionais qualificados aumentando a folha salarial, acarretaria na mudança da grade curricular e que o projeto é bastante vago no tocante de como seria implementado o ensino de Libras no município. Já o PLL 11/2019, o prefeito alegou que o direito à licença para tratamento da própria saúde já é previsto na legislação municipal vigente.Houve bate-boca entre os vereadores, que justificaram suas posições durante as discussões.

239 Visualizações

Notícias relacionadas

Voltar para a listagem de notícias

.
.

Calendário de eventos

.
.

Acompanhe-nos

.
.

Câmara Municipal de Fartura - SP.
Usamos cookies para melhorar a sua navegação. Ao continuar você concorda com nossa Política de Cookies e Políticas de Privacidade.