Texto Maior
Texto Maior
Texto Maior
Texto Menor
Texto Menor
Texto Normal
Texto Normal
Contraste
Contraste
Libras
Libras
Vlibras

O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Acesso à informação
Acesso à informação

Fartura, quinta-feira, 18 de agosto de 2022 Telefone (14) 3382-3334

Atendimento Atendimento: Das 8:00h às 14:00h, de segunda à sexta-feira.e-mail: contato@camarafartura.sp.gov.br

Quar
17/08
Chuva
Máx 19 °C
Min 17 °C
Índice UV
7.0
Quin
18/08
Pancadas de Chuva
Máx 22 °C
Min 18 °C
Índice UV
7.0
Sext
19/08
Chuva
Máx 18 °C
Min 9 °C
Índice UV
7.0
Sáb
20/08
Parcialmente Nublado
Máx 11 °C
Min 8 °C
Índice UV
7.0

Desenvolvimento Econômico - Quarta-feira, 13 de Março de 2019

Buscar Notícia

Notícias por Categoria

COMISSÃO DE FINANÇAS SE MANIFESTA PELA REJEIÇÃO DE PROJETOS QUE CRIAM CARGOS

COMISSÃO DE FINANÇAS SE MANIFESTA PELA REJEIÇÃO DE PROJETOS QUE CRIAM CARGOS


COMISSÃO DE FINANÇAS SE MANIFESTA PELA REJEIÇÃO DE PROJETOS QUE CRIAM CARGOS

A Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara Municipal, composta pelo vereador Anderson (presidente), Bruno Guazzelli (relator) e Edson Sarapiá (secretário) apresentou ao presidente da Casa, Isnar do Caminhão, relatório no sentido da rejeição dos projetos enviados pela Prefeitura e que possuem como finalidade a criação de 27 novos cargos efetivos no quadro de pessoal da Municipalidade.A justificativa apresentada pelos membros daquele órgão foi a violação do limite máximo previsto pela Lei de Responsabilidade Fiscal para o gasto com folha de pagamento do servidor público, ou seja, 54% da receita corrente líquida da Prefeitura.O impacto financeiro, elaborado pelo setor de contabilidade da própria Prefeitura, apontou para 2019 o patamar de 54,02%, já para os dois anos seguintes esse impacto sobe, respectivamente, para 55,58% e 57,45%.A mesma lei prevê uma séria de punições para o município que infringir a norma, dentre elas a proibição de contratar operações de créditos, proibição de obter garantias, entre outras.Além disto, o relator da comissão, vereador Bruno Guazzelli, explica que a lesão ao limite prudencial previsto na lei ainda acarreta a proibição da Prefeitura em pagar qualquer espécie de horas extras e, inclusive, de conceder qualquer espécie de aumento ou reajuste ao servidor público.

FacebookTwitterWhatsAppImprimir

Voltar para a listagem de notícias

Covid-19

CALENDÁRIO DE EVENTOS

ACOMPANHE-NOS

Versão do sistema: 2.0.0 - 12/08/2022

Portal atualizado em: 10/08/2022 11:15:52

Câmara Municipal de Fartura - SP.
Usamos cookies para melhorar a sua navegação. Ao continuar você concorda com nossa Política de Cookies e Políticas de Privacidade.